Serviços

""

Pulgas


MÉTODOS DE CONTROLE
DESINSETIZAÇÃO
Tratamentos químicos através da aplicação de produtos domissanitários residuais da mais alta qualidade. Tem por finalidade a fixação de cristais sólidos não visíveis a olho nú, eliminando, afastando e controlando insetos nocivos por períodos prolongados.
PULGA
Ordem:  Siphonaptera

Família:  Pulicidae
Nome vulgar:  Pulga

BIOLOGIA
Tamanho
5mm
Coloração
Marrom escura a enegrecida
Postura
500 a 600 ovos
Reprodução
Ovípara
Alimentação
Sangue de mamíferos. São ectoparasitas de animais silvestres, domésticos e do homem
ESPÉCIES
Existem cerca de 2.200 diferentes espécies e subespécies distribuidas por todo planeta (exceto Antártida). Citamos aqui as principais:
Pulex 
- No mundo 6 espécies, no Brasil 1 espécie  P.   irritans
-  
Pulga do homem 
-  
Pode sugar outros hospedeiros, como suínos, cães e gatos, raramente no rato.
Ctenocephalides   
No mundo 12 espécies,  no Brasil 2 espécies  C. canis   C. felis felis
Ctenocephalides canis
-  
Pulga do cão e do gato
- Pode picar o homem e outros animais.
Ctenocephalides felis felis
- Pulga do cão e do gato
- Atacam ao homem e a uma série de outros animais: caprinos, bovinos, ovinos, suínos, etc.
Xenopsylla
- No mundo 77 espécies, no Brasil 2 espécies  Xenopsylla cheopis   Xenopsylla brasiliensis
Xenopsylla cheopis
- Pulga do rato urbano
- Principal vetor da peste bubônica e do tifo murino
- Podem picar o homem
Xenopsylla brasiliensis
- Pulga de roedores
- Mais freqüente na área rural
- Excelente vetor da peste bubônica
DOENÇAS TRANSMITIDAS E PATÓGENOS VEICULADOS
- Bactérias
- Vírus
- Esporos de fungos
- Alergias
- Salmonella
- Diarréia
- Desinteria
PREVENÇÃO
  • Manter sempre limpo o local onde seu animal dorme, removendo e lavando todos os objetos (panos, cobertores, etc.) uma vez por semana.
  • Em ambientes com piso de tacos ou tábuas, todos os vãos existentes devem ser calafetados, uma vez que podem servir de abrigo para pulgas no ambiente.
  • Tapetes carpetes e capachos devem ser aspirados para a remoção dos ovos, larvas, casulos e adultos de pulgas.
  • As casas devem ser limpas pelo menos uma vez por semana, com o auxílio de um aspirador de pó. IMPORTANTE : Descarte o filtro do aspirador após a limpeza, pois as larvas das pulgas podem eclodir dos ovos coletados pelo aspirador ou pulgas adultas podem emergir de suas pupas e re-infestar o ambiente.
  • Pode a grama e faça a limpeza periódica de quintais e jardins para evitar ambientes úmidos e adequados para o desenvolvimento das larvas.
  • Faça o controle de roedores no terreno da residência, pois estes são hospedeiros de pulgas que transmitem doenças.
DOENÇAS TRANSMITIDAS E PATÓGENOS VEICULADOS
- Peste Bubônica
- Dermatite Alérgica
- Tularemia
- Salmonelose
- Viroses
- Bactérias

Entre em contato para maiores informações.